Por Suellen Fernandes

Fonte: Diocese de São José dos Campos

 

A batalha diária do Cristão de não mudar seu relacionamento com Deus diante do mês das férias.

Mês de janeiro, as férias enfim chegaram, um momento de descanso e lazer para todos nós, seja o recesso do colégio ou faculdade, o término de uma graduação e até mesmo um tempo de pausa para aqueles que trabalham e também nos movimentos pastorais da nossa igreja. Nossas vidas de alguma forma se desaceleram diante de uma tão exaustiva rotina diária. Mas como cristãos, não podemos fazer o mesmo. O cristão não tira férias!

Enfrentamos uma batalha interna em nossas vidas, por nós e pelo próximo, ela está sempre se movimentando, uma delas é contra o pecado que deve ser travada diariamente: “Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; o Espírito, o que é contrário à carne.” (Gálatas 5:17), não podemos relaxar mas sim combater o bom combate 24 horas por dia. A batalha externa também é constante em nossas vidas, o evangelho precisa ser pregado para os nossos irmãos. As armas do inimigo não param e porque nós cristãos nos damos o “luxo” de parar? O cristão não tira férias! Jesus nos fala: “Vigiai e Orai” (Marcos 14:38), é preciso termos cuidado em nossas vidas, tiramos férias da escola, faculdade ou trabalhos pastorais, mas não podemos nunca tirar férias Deus. “Nós não podemos tirar férias daquele que fica 24 horas por dia conosco, só quem entende o que é o amor de Deus compreende que não se pode tirar férias de Deus. Eu viajo sempre e nunca deixo de estar na presença do Senhor, seja nas minhas orações pessoais ou minhas orações em comunidade na Santa Missa. É importante sempre refletir: como podemos tirar férias daquele que é o dono das férias?”, compartilha a paroquiana Silvana Rita.

Por isso é necessário levar Deus por onde formos, já que temos mais tempo nas férias, porque não reservar um tempo maior para Deus? Passear na praia com o terço na mão em uma tarde calma, meditar a palavra de Deus no silêncio de um local diferente de onde vivemos, ler um livro católico, contemplar as paisagens e agradecer Deus por sua criação e o mais importante: onde passar suas férias, procurar uma igreja próxima para participar da Santa Missa pelo menos aos domingos. Imagine se Deus tirasse férias de nós? – É melhor nem imaginar.